Sábado, 29 de Abril de 2006

Poison Girl

 

C

ertamente que todos nós em alguma altura das nossas vidas já ouvimos a frase proferida por algum dos nosso amigos a quem decidimos partilhar as nossas amarguras… a frase de que falo, e considero um clássico, é: “ela (ou ele, conforme o caso) não te merece…"
           Eu não fujo à regra, e como tal já a ouvi, mas ao contrário do que a pessoa que a diz possa pensar, esta frase tem o efeito (inverso em mim do) que era de esperar, ou seja, esta frase não me faz sentir melhor comigo, antes pelo contrário… não, depois de a ouvir não me convenço de que ela (no meu caso) não me merece, sei no fundo que sou eu que não a mereço, e por mais que tente, por tudo o que tenha feito, nada vai alterar essa realidade… não, depois de ouvir essa frase não penso que a culpa está na outra pessoa, mas sim em mim… será que disse algo que não devia? será que terei dado uma ideia errada daquilo que sou, da pessoa que sou, das minhas intenções?? A resposta não é de fácil acesso e só uma pessoa a poderá dar, mas de uma breve introspecção que possa fazer surge a resposta, e ela é sim…está em mim o problema e não no lado “oposto”, nada de frases como “ela não te merece” ou “ela é quem perde” podem fazer sentido… não, de forma alguma!

Posso tentar mostra-lhe que está errada, mas de que serve?! Não tem interesse em perceber ou ouvir… posso tentar inclusive manter acesa a chama da amizade, mas de que serve(?) se permanecerá sempre a duvida de que possa estar a tentar aproximar-me com segundas intenções… nada poderá alterar, e nada poderá ser como antes… sei!

Então porque tentamos demonstrar o que sentimos se no fundo pode ser e não é correspondido servindo apenas como uma forma fácil de nos magoamos e fazermos o mesmo a quem gostamos?! Serve, é a resposta que tenho para dar, independentemente do que possa sentir, não trocava por nada deste mundo os momentos que passei com a “minha” poison girl (sim porque todos temos uma poison girl, é rapariga a qual nos revelamos na nossa verdadeira essência, é o nosso primeiro pensamento quando acordamos, e o ultimo quando adormecemos, é ela que nos dá a força, a vontade para todos os dias despertarmos, apesar de bem sabermos que nunca a teremos... the one that got away) os momentos que imaginei poderem ser repetidos, vezes sem conta, momentos em que nada mais interessava, éramos apenas nós os dois no mundo, momentos em que me “despia” de tudo o que me podia retrair e partilhava o que sentia, e apesar de não a conhecer de há muito, parecia que sim… (Enganei-me? Enganaste-me? Apesar de tudo acredito que não, sei que não…)

Por mais voltas que se possa dar, por mais que tentemos os dias serão sempre de 24h e não mais, a noite cairá na certeza que haverá um amanhecer… e haverão sempre amores não correspondidos, é inevitável, mas não lamento, não por mim, não o façam… fico contente pelo que foi e as memórias que levo é algo que ninguém nunca me tirará e não amarguro pelo que podia ter sido, tiro o melhor que posso do que foi, e saio melhor….

Sem qualquer dificuldade faço a mea culpa, mas será que terei sido iludido? Será que também não terias gostado desses momentos? O que mudou tão radicalmente? Eu sei que não mudei… tu também não o fizeste, não podia acontecer… agora mais que nunca sei que só “no meu imaginário poderias ser o meu amor”! Isso tira-me a vida, how can someone so righteous can be so wrong? No fim tudo passará, mas até lá… estive, estou por ti, e como na letra da música…” I did it all just for her...”

 

smp, TJ* (por ti, tu sabes quem és…)

 

 

*just when all seems fine and I'm pain free you jab another pin in me... 
 


. indiferente às 16:54
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Devil_Red a 13 de Maio de 2006 às 00:43
não és o unico culpado dos problemas que passaste com a tua "poison girl". se alguma relação corre mal, então é porque ela também errou... não te culpes a ti mesmo de tudo, não carregues esse fardo nas tuas costas que não mereces... és demasiado simpático para isso... beijinhos***


"because i`m broken when i`m lonesome, and i don´t feel right when you`re gone away..."


De indiferente a 13 de Maio de 2006 às 15:59
ois! queria mais uma vez agradecer-te devil red por mais este comentário que deixaste, e por ainda teres paciência para vir ler o que vou escrevendo! é muito raro hoje em dia encontrar pessoas assim como tu, e sinceramente espero que continues a ler e gostar dos artigos que vou publicando... mais uma vez obrigado! jinho grande,

indiferente (TJ)

ps: obrigada também pela letra de broken de seether com amy lee... gosto muito dessa música!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Como disse?

. Coisas Realmente Inúteis....

. Silêncio...

. Remembrances

. Coisas a fazer...

. Assim será...

. Se fosse o ultimo momento...

. Wish I

. mas tu não estás

. undiscovered

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Outubro 2009

. Março 2009

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.links

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds